Adorar a quem?

Postado em 11. jul, 2011 por em Conselhos de Deus

Não terás outros deuses diante de mim, diz o Senhor. A verdade da palavrade Deus dada a Moisés e aos profetas era sempre no sentido de alertar o povo hebreu sobre a questão da adoração a outros deuses. A qualquer momento de silencio do Pai os israelitas eram experts em buscar influências em outras nações que eram trazidas muitas vezes pelos seus próprios reis ou até pelos que vinham a terra santa.

Em pleno século 21, o ser criado para adorar a Deus continua a ser advertido sobre adorar outros deuses, que muitas vezes já não são mais as imagens de escultura. De acordo com o dicionário Aurélio a palavra culto significa: 1.Adoração ou homenagem à divindade em qualquer de suas formas e em qualquer religião, divindades sem formas estão tomando o nosso culto, e a mais nociva hoje em dia é a tal da prosperidade.

Cristãos e não-cristãos buscam o sucesso, mesmo que seja a qualquer preço,infelizmente. O homem começa a se cultuar de tal forma que como ouvi num podcast sobre mídias sociais, a lei do mais forte de Darwin, tem se tornado preocupação no nosso mundo. Ser deixado pra trás, chamado de perdedor , quem quer? Ninguém. E o que vale mais, sucesso terreno ou sucesso celestial?

Prosperidade de acordo com o Aurélio também pode ser qualidade do Afortunado ou seja Feliz. Prosperidade material pode até demonstrar sucesso, mas muitas vezes pode mascarar um culto a si.Deus é Deus e requer de nós adoração, quando nos adoramos ou seja prestamos culto a nós mesmos e queremos demonstrar aos outros que somos melhores, que fui mais agraciado que o outro, perdemos o foco de Deus.

Hoje vejo o quanto a igreja e a sociedade tem trabalhado na divulgação dos princípios de prosperidade e sucesso e para piorar eles estão tão sólidos que a volta ao primeiro amor como disse Jesus parece cada dia mais difícil. Jesus não pregou seja melhor, mostre pra fulano ou ciclano que você é um escolhido pra vencer. Ele disse que deveríamos, amá-lo e buscá-lo sobre todas as coisas e que as bençãos nos acompanhariam e porque andamos na contramão disso? Porque o amor se esfriou.

O eu vale mais do que o próximo e é aí que satanás entra. Lembram-se do Eu serei exaltado acima das estrelas, o mesmo sentimento que ele teve, nós passamos a ter e isso Deus abomina. É hora de revermos conceitos e de repensarmos a quem estamos adorando. É hora de esquecermos o sucesso e de entendermos o real sentido da palavra prosperidade: progressão. É viver as bençãos do Pai dia-a-dia e partilharmos o presente que ele nos deu através do filho com os outros.

Lembre-se a cultura cristã anda na contramão do mundo. Seja você o adorador correto, colocando seu culto a serviço de Deus e seu amor a serviço do próximo. Você será próspero até chegar a estatura da perfeição que o Senhor quer para seus filhos ao encontrarmos com ele. Sejamos Santos como ele é.

Fiquem na paz.

Comments

comments

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , ,

7 Responses to “Adorar a quem?”

  1. Em minha opnião, o pior tipo de idolatria é aquela estendida sobre si mesmo, e é justamente esta a que venho mais presente no meio cristão evangélico mais atual.

    Nunca vi uma geração tão amante de si mesma quanto esta…

  2. Levi Araújo

    11. jul, 2011

    Boa mana.

    É isso ae!
    Vamos persistir na direção contrária do que aí está!

  3. Nei Grando

    11. jul, 2011

    Ser cristão é amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. O maior mandamento de Jesus é sobre o amor. Não ame o dinheiro, não valorize mais o Ter, o Ser (no sentido de aparecer) nem o Fazer (no sentido de realizar) mais do que o Crer. O contrário de amor é o Ego é o Poder, é querer ser mais ou melhor que o outro.

    Sejamos humildes e busquemos a Palavra e Sabedoria de Deus mais que a do mundo, da Mídia Social.

    Senhor tem piedade e compaixão de nós pobres mortais pecadores.

    Obrigado pelo artigo, me fez refletir e Orar.

  4. Dalton Curvello

    11. jul, 2011

    Excelentes colocações! A noção de próspero da maioria dos cristãos modernos diverge totalmente daquilo que é o clnceito de Deus para prosperidade…
    Parabens! Deus continue te abençoando.

  5. Pr marcos Dornel

    11. jul, 2011

    Muito bom querida!!!
    temos que continuar sendo os remascentes..Temos que fazer parte daqueles que não se dobram a baal e nem ao “Góspel”
    Nunca vi uma geração tão alienada e enganada como essa que se chama “evangélica”
    Vemos nesse movimento de hoje e dia, de um lado ouseja em cima do palco, os que enganam e em baixo, os enganados!!!!
    lamentável!!!
    Continuemos na luta e na Jornada!!!!
    beijos
    Pr. marcos Dornel

  6. Ricardo

    11. jul, 2011

    Em Romanos 12:2 lemos: “E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” … que nas suas palavras seriam exatamente “andar na contramão do mundo” eis aí uma verdade a ser pregada, exortada e principalmente vivida em sua essência por todo aquele que se denomina cristão nestes tempos onde muitos seguem um evangelho contrário as Escrituras Sagradas.

  7. PCamaral

    11. jul, 2011

    A Paz do Senhor minha irmã!
    Essa é uma preocupação que toma conta do meu coração. Esse sentimento, ao avesso, de ser grande neste mundo está contaminando as igrejas em todo canto. Desde grandes congregações, àquelas, pequenas abertas em garagens ou varandas de algumas casas.
    Ao invés de buscarem prosperidade espiritual, para fazerem bem feito a obra de Deus, buscam o que é efêmero, o que se corrói com o tempo, buscam a glória deste mundo.
    Os princípios básicos do evangelho se diluem nestas doutrinas pós-modernas e de auto-ajuda, e auto-afirmação do ser pessoal.
    Esqueceram-se, a muito tempo, das palavras de Jesus antes de ceiar com seus discípulos:
    “Depois que lhes lavou os pés, e tomou as suas vestes, e se assentou outra vez à mesa, disse-lhes: Entendeis o que vos tenho feito? Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou. Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. Na verdade, na verdade vos digo que não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou. Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as fizerdes.”
    No reino de Deus não existem maiores ou menores todos são iguais diante do Senhor. Jesus nos deu uma lição a ser imitada, uma lição de humildade nos mostrando que o maior no reino dos céus é aquele que serve. Esse é, por Ele, considerado grande.
    Muitos estão se exaltando e correm sério risco de serem humilhados por Deus ou até, ouvir do Senhor: “apartai-vos vós que praticais iniquidades, nunca vos conheci”.
    Creio eu que tudo isso está acontecendo para provar nossa fé, para nos refinar. Esses escândalos, essas barbaridades servem para fortalecer nossa posição. A Grande Babilônia está mais do que presente, no mundo e na igreja. A nós, resta a seguinte questão: Iremos nos curvar diante da imagem de ouro ou vamos enfrentar a fornalha de fogo ardente?
    Que Deus nos ajude e nos mantenha firmes para não nos contaminarmos com as “finas iguarias do rei”.
    Que Deus nos abençoe!

Leave a Reply